Lições Aprendidas na Austrália e Nova Zelândia: Pequenas Cidades, Grandes Negócios

Lições Aprendidas na Austrália e Nova Zelândia: Pequenas Cidades, Grandes Negócios

E-MAILiT

Pequenas Cidades, Grandes Negócios

Wanaka e Cardrona, NZ
Quarta-feira, 26/03/2014

Acordei cedo e tomei um bom café da manhã, pois a viagem seria longa. Afinal seriam 350 quilômetros com algumas paradas já programadas durante a viagem. Tirei minha roupa de cama e banho, coloquei nas cestas no corredor e me despedi na portaria do YHA. As minhas amigas chinesas já esperavam na porta de seu hostel. Estavam sonolentas, pois ficaram se despedindo (novamente) dos amigos até tarde.
No caminho queria visitar Wanaka, Cardrona e Arrowtown. Vejam o trajeto abaixo inicialmente acompanhando o litoral para depois subir as montanhas até a capital mundial do esporte radical, Queenstown. 

Franz Josef to Queenstown - 350 Km of a long and windy road

Franz Josef to Queenstown - 350 Km of a long and windy road

As estradas continuavam estreitas, mas bem cuidadas, com pouco movimento e vistas maravilhosas. Passei, também, por inúmeras trilhas pelas montanhas que levavam a cachoeira e lagos mas, por ter uma programação já estabelecida, não pude parar para conhecer. Passei por vários pontos para descanso de turistas, como o mostrado nas fotos abaixo. Ofereciam toiletes bem cuidadas, áreas para estacionar, lanchar ou descansar e informações sobre aquela região. De quase todos os pontos saiam trilhas para locais interessantes. Fiquei surpreso ao ver que as pessoas deixavam seus carros abertos e se embrenhavam pelas matas onde ficavam, as vezes, por horas...sem a menor preocupação com o veículo ou pertences expostos em seu interior. Alguns deixavam as chaves do carro no contato. Quanta irresponsabilidade ... ou melhor, quanta inveja!

Descanso para turistas com bom gosto, asseio e atrações.

Descanso para turistas com bom gosto, asseio e atrações.

Parei em alguns desses pontos para saber quais as atrações do local sempre mostradas em painéis. Conversei muito com minhas companheiras de viagem que não saiam de seus smartphones fazendo sabe o que? Procurando emprego! Até chegarmos à Queenstown as duas já tinham entrevistas de emprego agendadas para o dia seguinte. Elas não perdiam tempo! 
No caminho parei para fotografar algumas paisagens maravilhosas como a abaixo. Veja a estrada seguindo à direita do lago Hawea.

Lago Hawea - uma vista surpreendente no caminho

Lago Hawea - uma vista surpreendente no caminho

Antes de chegar a Wanaka paramos na curiosa PuzzlingWorld um parque repleto de diversões para todas as idades como um labirinto em tamanho gigante (após o muro vermelho atrás da torre inclinada) e inúmeras  multicoloridas construções inclinadas como as na foto abaixo. O parque fica próximo de Wanaka.

PuzzlingWorld - Repleto de brinquedos para todas as idades.

PuzzlingWorld - Repleto de brinquedos para todas as idades. A Ting e a Nina estão tirando fotos na torre inclinada.

Almoçamos em Wanaka, uma cidade graciosa. Interessado em conhecer como viviam, procurei acompanhar o que minhas novas companheiras faziam. Para elas o melhor e mais barato modo de se alimentar era em restaurantes que ofereciam take away (refeições para levar). Escolhemos um dos inúmeros bons restaurantes na avenida da praia, pedimos dois pratos para os três (mais que suficiente) e fomos matar a fome sentados em uma das mesas que beiravam o lindo lago. 

Lago Wanaka - Reparem a transparência da água. Os pontos pretos são pedras no fundo.

Lago Wanaka - Reparem a transparência da água. Os pontos pretos são pedras no fundo.

Deixamos Wanaka e, alguns quilômetros adiante, enquanto elas tiravam uma soneca, afinal, ninguém é de ferro, passei por uma das mais curiosas atrações turísticas que já vi . Elas acordaram, logo depois, ao pararmos em Cardrona, localidade onde foi montado o primeiro pub da Nova Zelândia.

Cardrona Hotel - o primeiro pub da Nova Zelândia

Cardrona Hotel - o primeiro pub da Nova Zelândia

 A localidade se desenvolveu durante a corrida pelo ouro e todo o seu interior é conservado como na época, em 1860. São tantas as perguntas que os donos do local já tem placas com as respostas para as perguntas usuais. Vejam alguns detalhes nas fotos abaixo.

Cardrona Pub - Reparem a cor do céu e apreciem os detalhes internos e externos da velha construção.

Cardrona Pub - Reparem a cor do céu e apreciem os detalhes internos e externos da velha construção.

Todo o jardim ao fundo do antigo hotel e pub está preparado para churrascos contando com os serviços do bar. O fluxo de turistas é constante.

Ao sairmos do Cardrona Hotel disse para a Ting e a Nina que, enquanto dormiam, havia passado por um lugar muito interessante. Ao contar para elas o que era elas imploraram para que eu voltasse. Como  tínhamos tempo e o local ficava a poucos quilômetros de onde estávamos, voltei. Em poucos minutos estávamos na Cardrona Bra Fence. Uma controversa atração turística que se iniciou, ninguém sabe bem como, em 1999, quando apareceram quatro sutiãs pendurados naquela cerca. Vejam no que deu:

Cardrona Bra Fence - Centenas de sutiãs pendurados na cerca

Cardrona Bra Fence - Centenas de sutiãs pendurados na cerca

Foi divertido ver o tamanho que aquela estranha e grande exposição de  peças femininas tomou sem que ninguém saiba como as peças foram sendo colocadas lá...e o número continua aumentando. O importante é que muitos turistas vão para Cardrona conhecer a cerca e passam o dia por lá, movimentando a economia local.

Lição Aprendida #30
Turismo é fruto da criatividade impulsionada por Educação e Cultura. Em pequeno trecho de apenas 23 quilômetros entre Wanaka e Cardrona, mostrado no mapa abaixo, foram criadas atrações turísticas que aquecem a economia local sem necessidade de grandes investimentos. Criam apenas o essencial para que o turismo floresça: Um MOTIVO - que acompanhado de ambiente seguro, infraestrutura aconchegante e pessoas capacitadas - consegue atrair e manter um fluxo importante de turistas.  
Também realizam anualmente o Cardrona Folk Music Festival e, desde 2007, o evento Race to the Sky hillclimb conhecido internacionalmente, ambos atraindo milhares de turistas.

Wanaka to Cardrona - várias atrações simples e divertidas que atraem e entretêm turistas.

Wanaka to Cardrona - várias atrações simples e divertidas que atraem e entretêm turistas.

Franz Josef tem 330 habitantes, Fox Glacier 400 habitantes, Wanaka, um pouco maior, tem 4.500 habitantes e Cardrona deve ter menos de 500 habitantes. Isso prova que tamanho não é documento, pois conseguem atrair mais turistas do que muitos países. Com Gestão Pública, Infraestrutura e doses adequadas de Cultura e Inteligência, os cidadãos transformaram a região em uma parada obrigatória para os turistas que se dirigem para o centro mundial do turismo radical, Queenstown. 
E assim, pequenas cidades se tornaram grandes negócios.

Contraponto
O Brasil, seja por sua extensão territorial, seja por suas características geográficas, poderia oferecer muito mais atrações turísticas do que a Nova Zelândia. Mas, com o maior número de assassinatos no mundo (foram 56 mil em 2012), arrastão no Hopi Hari - grande parque de diversão no interior de São Paulo, aumento da frequência dos arrastões nas praias do Rio de Janeiro, roubos frequentes no Guarujá, violência no Pelourinho, em Salvador, o Exército precisando intervir para proteger o centro histórico de São Luiz no Maranhão, incontáveis caixas eletrônicos explodidos, assaltos a tudo, até em quadras de futebol, como em São Paulo, e muitos outros casos de insegurança pública, a vocação natural do país para o turismo está sendo rapidamente, e literalmente, enterrada. 

 

 

 

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>