Lições Aprendidas na Austrália e Nova Zelândia – Introdução Parte 1

Lições Aprendidas na Austrália e Nova Zelândia – Introdução Parte 1

A Economia existe para servir a Sociedade, e não o contrário.”      

 Karl Polanyi, Eu e Papa Francisco

Austrália e Nova Zelândia

Austrália e Nova Zelândia

A frase acima, que pensava ser de minha autoria ( já usava em minhas aulas bem antes do papa Francisco, mas, como posteriormente descobri, bem depois de Polanyi (1886-1964) filósofo e antropólogo húngaro e historiador da Economia) expressa com perfeição meu entendimento sobre qual seria a relação correta entre Economia e Sociedade. Considero que a única meta da Economia deveria ser melhorar a qualidade de vida da Sociedade, sendo, portanto, um meio e não um fim.

Mas, mesmo sendo quase óbvia, para alguns, mais céticos, a frase acima pode parecer utópica. É por isso que, nesta série de textos que inicio, vou usar como pano de fundo minha recente viagem para a Austrália e Nova Zelândia, dois países que parecem ter incorporado a filosofia expressa nesta frase em sua gestão pública.

Mas, que resultados práticos, tangíveis conseguiram alcançar com a adoção dessa diretriz? Contra fatos não há argumentos: Cinco entre as dez melhores cidades para se viver no mundo estão nesses dois países. Como onze entre as trinta cidades mais violentas no mundo estão no Brasil, os gestores públicos brasileiros, com humildade, deveriam reconhecer que há muito o que aprender com esses países.

Com essa comparação martelando minha cabeça, minha viagem, inicialmente planejada para descanso e férias, transformou-se numa busca incessante por respostas e levou-me à fontes riquíssimas de informação sobre muitas coisas, como modelos de gestão pública e exemplos de civilidade. Obviamente nem tudo é perfeito nesses dois países, mas, mesmo assim,  foi com uma grande sensação de alívio que descobri que tudo o que eu e muitos de meus colegas sempre ensinamos em nossas aulas não era utópico. A Oceania é o exemplo vivo de que, sim, o que ensinamos ainda seria o melhor, senão o único, caminho para uma sociedade mais justa, saudável e feliz.

Sabendo que em pouco mais de duas semanas não conseguiria conhecer com a profundidade necessária os dois países, nestes blogs não pretendo fazer afirmações deterministas (mesmo que algumas possam parecer), apenas – como realmente acredito que “Nós somos mais inteligentes do que Eu” (título do livro de Barry Libert e Jon Spector) –  compartilhar a experiência vivida para, juntos, digerirmos as informações que coletei nesta viagem. E, se possível,  tentar aprender com a experiência dos outros para ajudar a encontrar um caminho, ou uma saída,  para esse nosso país. Afinal, como diz o provérbio chinês: “O burro nunca aprende, o inteligente aprende com sua própria experiência e o sábio aprende com a experiência dos outros.”

Sai para descansar e voltei com mais de 60 páginas de anotações. Exausto, mas com a gratificante sensação de haver realizado descobertas importantes. Meu objetivo com este blog é ajudar a construir um caminho para um futuro melhor, sem pretender destruir absolutamente nada. Em alguns casos, será necessário desconstruir pessoas, processos, conceitos, modelos mentais e outras coisinhas – apenas para que, despidos de paixões ideológicas, políticas ou religiosas ou idéias e sentimentos pré-concebidos, possamos reconhecer e aceitar seus pontos positivos e negativos e entender com clareza seu papel para avaliar sua real contribuição para a construção desse futuro melhor.

Ainda não sei quantas “blogadas” serão necessárias para descrever tudo o que vi na viagem, já que tenho material da viagem que ainda não li e também não paro de pesquisar e escrever. Mas a frequência dos blogs será duas vezes por semana, sempre às segundas e quintas-feiras, sendo hoje, 12/05/2014, a publicação da primeira “blogada”.

Divulguem, comentem, compartilhem, complementem, subtraiam, participem, deem sugestões, critiquem… enfim cooperem para que possamos deixar um futuro melhor para nossos descendentes. Afinal, se “Nós somos mais inteligentes do que Eu”, quanto mais pessoas participarem ativamente, mais inteligentes seremos.

Até a próxima blogada nesta quinta, 15/05/2014!

38 Comments

  1. Começou MUITO bem, Professor!
    Ansioso pela quinta-feira.
    Sergio

    • Vai ser divertido, às vezes desanimador, mas estimulante! Aguarde.

    • Conheci seu trabalho, através de um Amigo em comum, Sérgio Tegon, bem acabaste de conquistar mais um admirador e amigo.

      • Bem vindo seja, Ken!
        Espero que continue gostando. Amanhã tem mais! Abs

  2. Parabéns professor Miguel , irei acompanhar os posts .

    • Aguardarei seus comentários! Grande abraço.

  3. Caro amigo Miguel, parabéns pela iniciativa ! Desde já estou ansioso para ler seus relatos. Abração
    herbert

    • Herbert, acho que vamos precisar de um Lexotan! rsrsrsrs

  4. Quero ler mais hoje! Excelente tema!

    Abs

    • Como falei, as doses serão homeopáticas! rsrsrs

  5. Vamos viajar juntos através do blog
    Quero diferenciar a sua experiência vivida com alguns países que conheci.
    Singapura é um deles onde o modelo político é diferenciado da maioria dos países…..e deu certo.
    Até quinta

    • Seu conhecimento de outros países próximos (mas ainda distantes da Oceania) pode enriquecer muito os debates sobre minha viagem. Singapura é um modelo econômico a seguir; não conheço o resultado social, você poderia contribuir bastante acrescentando essa ótica.

  6. Seguirei atentamente, para me tornar mais inteligente como “nós” e aprender com meu primo querido Gênio!

    • Vamos juntos tirar conclusões sobre minha viagem. A inteligência está na coletividade não mais no indivíduo, muito menos “nesse” indivíduo aqui. Bem vinda!

  7. Mal posso esperar pela próxima blogada rs…. tenho uma amiga de infância que escolheu a Austrália para viver e pelo que ela conta, realmente é um país muito diferente do nosso. Que possamos aprender com os seus textos e, porquê não, modificar o cotidiano. #coragem

    • Conversei com muitos brasileiros que, como sua amiga, escolheram esses países para morar. Espere e verá. Abs

  8. Adorei a idéia, professor!
    Abs.

  9. Economia nunca foi meu forte, mas com um professor assim aprendo rapidinho! Orgulho de você (Tá ficando repetitivo isso…rs…) Beijo e sucesso!

    • Por isso mesmo serão doses homeopáticas de Economia misturadas com histórias interessantes.

  10. Professor, que bacana sua idéia e que citações inspiradouras! Estamos ávidos para desenvolver nossa sabedoria aprendendo com suas experiências :)

    • Teremos muitos dias para enviar e receber informações.
      Esta minha viagem foi surpreendente como aprendizado.
      Vamos relembrar nossos dias na GV. Um abraço.

  11. Muito bom Miguel

    • Você, que também tem muita experiência em viagens internacionais, pode colaborar bastante. Seus comentários serão bem vindos.

  12. Olá professor! Parabéns pelo blog. Acompanharei. Morei 6 meses na Austrália, em 2004. Não fossem meus planos aqui, teria feito como alguns amigos e teria ficado por lá. Estou à disposição para trocar ideias sobre a experiência que tive lá e minha percepção daquele país. Grande abraço

    • Apenas duas semanas não me permitiram ver tudo o que gostaria. Com sua experiência na Austrália, você poderá contribuir bastante. Bem vindo!

  13. Parabéns Miguel por esta nova jornada digital. Não desanime com os pequenos e às vezes os grandes problemas, que vamos enfrentar. Tudo tem solução.

  14. Vou deixar todo mundo com água na boca. Por ser “admin” do portal, já li todas as postagens programadas para as próximas semanas e posso dizer que este “blog” vai bombar.

  15. Miguel, sou suspeito para falar, pois já tivemos a oportunidade de conversar algumas sobre o assunto. Tenho certeza de que seus relatos serão muito interessantes e esclarecedores, principalmente porque são baseados em fatos e estatísticas, além de sua experiência “in loco”, claro. Vamo que vamo! Abraço!

  16. Que maravilha Miguel!!! Não conhecia o blog, mas agora acompanharei toda semana. Morei durante 1 ano(2007) na Australia e pude vivenciar experiências maravilhosas nesse pais. A estrutura politica deles foi uma das coisas que mais me chamou a atenção. Grande Abraço e espero poder contribuir com alguns comentários.

    • Foi uma experiência fantástica em todos os sentidos. Vamos nos encontrar duas vezes por semana. Abs

  17. Também pretendo seguir sua postagens. Proposições e pensamentos sendo ofertados com tanta generosidade, vindas de uma pessoa interessada no coletivo, com conhecimentos acadêmicos e experienciais para expô-los com clareza, sempre é um fato bem vindo.

    Agradecemos a oportunidade. De minha parte já postei este tópico de abertura em meu mural do Face, marcando algumas pessoas de minhas relações.

    Abraços e…, parabéns!

    • Obrigado Sylvio. Como disse “Nós somos mais inteligentes do que eu ” e gostaria, portanto, da participação de todos para poder interpretar e assimilar as inúmeras informações que “captei” nessa viagem. Conto com Você!

  18. Parabéns Miguel pela iniciativa, adorei e estou ansiosa pelas próximas publicações. Vamos aprender e repassar para os nossos, para que sejamos o diferencial. Obrigada pela oportunidade de conhecimento, sair da caixinha é sempre muito bom.

    • Adriana, obrigado pelas palavras. Agora, pelo menos, poderemos conversar duas vezes por semana. Grande abraço.

    • Se todo brasileiro pudesse sair da caixinha, como fazem europeus e asiáticos, perceberia o quanto estamos ficando cada vez mais para trás no caminho por um país melhor. Uma pena!

  19. Parabéns pela iniciativa caríssimo amigo,Temos muito à aprender. Vou acompanhar a jornada. Quando vier a BC avise. Abs.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>